Os efeitos causados por uma intensa trajetória histórica, marcada por duas grandes guerras, pela violência de um movimento nacionalista extremista seguido por um regime controlador, que dividiu o país ao meio ainda podem ser percebidas – mas não apagam as belezas da Alemanha: um país de reis, rainhas, castelos, florestas, vilarejos e monumentos. Em sua vibrante capital, Berlim, é evidente o encontro entre passado e presente. Enquanto seus monumentos e museus contam fatos que mudaram a trajetória da história mundial, seus mercados gourmet e festivais de arte e música mostram uma nova Berlim, extremamente cool. A cidade portuária de Hamburgo deve ser aproveitar com calma – suas ruas arborizadas e jardins impecáveis podem ser admirados também em um passeio de barco pelo Rio Elba, um dos muitos rios e canais que cortam a cidade e que lhe renderam o apelido de Veneza Germânica. Outra característica marcante do país é o seu talento nato na produção de cervejas, e a cidade de Munique é o melhor lugar para conferir isso – é lá que ocorre a mundialmente famosa Oktoberfest, uma celebração regada às melhores cervejas nacionais. Em Colônia – uma queridinha entre os brasileiros – a gigantesca catedral do século 12 impressiona aos visitantes. E para apreciar o que há de mais charmoso no país, vale a pena percorrer os 380km da Rota Romântica, que passa por cenários formados por rios, montanhas, vinhedos, castelos e vilarejos e leva à região onde está localizado o célebre Castelo de Neuschwanstein – um dos mais belos cartões-postais de toda a Alemanha.