Buscar

[Estivemos lá!] Cape Town, África do Sul

​​​Cape Town, na África do Sul é de longe a cidade mais charmosa de todo o continente!

Relato da Tamy / Rosele Penz, da Atelier de Roteiros

Waterfront, ao fundo a Table Mountain (foto: Tamy / Rosele Penz, Atelier de Roteiros)



Não há quem vá a Cape Town, a Cidade do Cabo, e não volte encantado! Sim, também são charmosas as cidadezinhas vinícolas de Franschhoek e Stellenbosch, ali pertinho, mas Cape Town vai além. São incontáveis atrativos, de paisagens naturais belíssimas a atrações, restaurantes, lojinhas...


No Waterfront, região do antigo porto, que foi revitalizada na década de 1990, o clima é de descontração. Turistas e moradores locais passeiam por ali, de lojinha em lojinha, comprando lembrancinhas, provando delícias nos bistrôs, tomando sorvete e tirando selfies. Em alguns pontos, grupos de artistas reúnem-se e cantam aquelas músicas africanas num tom de arrepiar, é muito lindo.

Waterfront (foto: Tamy / Rosele Penz, Atelier de Roteiros)



Talvez a atração mais visitada – certamente a mais concorrida – é a subida da Table Mountain. Enfrentar a fila para pegar o bondinho até o alto e de lá admirar a vista vale o esforço! Mas anota a dica: se comprar o ingresso pelo site antes, acelera bastante a espera. E aqueles que têm espírito aventureiro (e fôlego) podem subir a montanha a pé!

Table Mountain (foto: Tamy / Rosele Penz, Atelier de Roteiros)



Outro passeio interessantíssimo para quem visita a cidade é conhecer Robben Island, a ilha onde Nelson Mandela cumpriu 18 dos seus 27 anos como prisioneiro político. Convertida em museu, a ilha recebe um número limitado de visitantes por dia e as vagas se esgotam rapidamente – portanto, é altamente recomendado comprar o ingresso com antecedência, especialmente se não tiver muitos dias na cidade. Um dos aspectos mais marcantes ali é que a visita pela ilha é guiada por antigos presos políticos, que contam suas histórias e relatam como foi enfrentar os anos de perseguição durante o período do apartheid. Talvez a experiência mais emocionante da viagem.

Guia ex-preso político em Robben Island (foto: Tamy / Rosele Penz, Atelier de Roteiros)



Fugindo um pouquinho do roteiro turístico básico para uma primeira visita, a cidade tem ainda muito a oferecer!! Os food and lifestyle markets são incríveis! O Mojo Market está no topo da lista dos favoritos. Fica na região de Seapoint e tem 2 mil metros quadrados com dezenas de lojas de produtos de design (roupas, objetos de decoração) e comida local (destaque para os frutos do mar e os marcantes e aromáticos cafés africanos), cercados por janelas que vão do chão ao teto e revelam uma vista belíssima do mar e da orla.

Mojo Market (foto: facebook Mojo Market)



Ainda entre os mercados, agora mais na linha de feirinha, está o Oranjezicht Farmers Market, muito mais frequentado pelos moradores locais do que por turistas. Ambiente agradável, com bancas de pequenos produtores locais e muitos orgânicos. Vale para provar frutas, pães, mel e outras delícias direto a fonte.

Oranjezicht Farmers Market (foto: facebook Oranjezicht City Farm and Market Day)



Pra quem busca badalação: organize seu roteiro de viagem para estar em Cape Town na primeira quinta-feira do mês, a First Thursday. Já virou tradição: neste dia, os bares da Bree Street ficam abertos até mais tarde, a rua fica lotada e o pessoal vai pulando de barzinho em barzinho a noite toda. Mudando de ambiente e provando drinques e cervejas. As galerias de arte também estendem o horário de funcionamento neste dia.

First Thursday (foto: facebook First Thursdays Cape Town)



Cape Town também está cheia de excelentes restaurantes, dos pequeninhos e autênticos aos badalados e caros. A renomada revista britânica The Restaurant, que anualmente elege os 100 melhores restaurantes do mundo, tem dois de seus premiados em Cape Town: The Test Kitchen (44° lugar em 2019) e La Colombe (144° em 2019). Uma refeição em qualquer um deles é uma verdadeira experiência.

restaurante The Test Kitchen (foto: The Test Kitchen)



restaurante La Colombe (foto: facebook La Colombe)



Há também os menos célebres, mas igualmente incríveis: o The Shortmarket Club é comandado pelo mesmo chef do Test Kitchen, Duke Dale Roberts, mas tem valores bem mais acessíveis! Já o The Foodbarn (um pouco mais distante) está entre os mais elogiados!

The Shortmarket Club (foto: facebook The Shortmarket Club)



The Foodbarn (foto: The Foodbarn)



Pra quem busca opções mais low profile, o Kloof Street House é um dos queridinhos. E para deliciosos doces em um domingo de sol, não deixe de visitar o Jessy's Waffles!

Kloof Street House (foto: facebook Kloof Street House)




Jessy's Waffles (foto: facebook Jessy's Waffles)



Cape Town oferece também opções de hospedagem para todos os gostos – e bolsos. Alguns dos queridinhos são: o Cape Cadogan, estilo boutique com serviço muito bom; o Kensington Place, um pouco superior; o La Grenadine Petit Hotel, mais modesto, mas igualmente ótimo! Toda a região do bairro Gardens está cheinha de charmosos hotéis boutique. Muitos deles são pequeninhos, e então ficam lotados rapidamente, é preciso planejar e reservar com antecedência!

Hotel Cape Cadogan (foto: Cape Cadogan)



Hotel Kensington Place (foto: Kensington Place)



La Grenadine (foto: facebook La Grenadine)